skip to content
Se é aquecimento global, por que nevou no Saara?

Se é aquecimento global, por que nevou no Saara?

Sempre tem alguém para perguntar: se é aquecimento global, por que nevou no Saara? Bom, porque não se pode analisar um fenômeno isolado. Na Austrália, por exemplo, os termômetros marcaram 46°C, coisa que não acontecia há décadas.

Na verdade, nevar no deserto não é inédito, aconteceu três vezes nos últimos 37 anos. E a causa é o frio de lascar que faz na Europa. Deu a louca no clima. E não se cura isso com um remedinho.

Via O Globo

Foto: Zineddine Hashas/Geoff Robinson

Saiba mais

Refresco no clima e na conta de luz

Refresco no clima e na conta de luz

A indústria de ar condicionado cresce de 10% a 15% por ano no Brasil. E além de contribuir com o aquecimento global, também está aumentando o consumo de eletricidade no país.
Investindo-se em tecnologias com maior eficiência energética, é possível reduzir também a conta de luz.
O padrão de Performance Energética Mínima para aparelhos de ar condicionado no Brasil é de 2,6 W/W; no Japão é mais de 6,5 W/W e na China, 6 W/W. E lá nem faz esse calorão todo!
Vamos ficar para trás?
#AlívioImediato #MelhoraEsseClima #LideraBrasil #CadaGotaConta

Nova York contra as mudanças climáticas

Nova York contra as mudanças climáticas

É guerra: Nova York toma uma decisão histórica e vai entrar na Justiça contra as maiores petrolíferas do mundo, por causa dos efeitos das mudanças climáticas. A cidade também vai tirar dinheiro que investiria na indústria de combustíveis fósseis.

Nova York foi atingida pelo furacão Sandy em 2012 e tem sido vítima de constantes inundações. O prefeito da cidade, Bill de Blasio, acusa as empresas de conhecerem os danos que causam ao clima e de mentirem para a população. Mais uma derrota dentro de casa para o presidente Trump.

Via The Guardian

Foto: Neil Beckerman/Getty Images

Saiba mais

Um alívio imediato para o clima

Um alívio imediato para o clima

Mais de cem países manifestaram seu apoio pela aprovação de uma emenda “ambiciosa” ao Protocolo de Montreal. Caso seja aprovada, ela poderá reduzir em de 100 a 200 bilhões de toneladas as emissões de gases do efeito estufa até 2050, e esta redução poderá ser ainda maior caso se invista em tecnologias com maior eficiência energética.

Isso representaria um refresco de 0,5º C na temperatura média global até 2100. Só assim será possível cumprir as metas do Acordo de Paris.

#AlívioImediato #MelhoraEsseClima #LideraBrasil #CadaGotaConta

Cadê o Brasil nessa lista?

Cadê o Brasil nessa lista?

A Casa Branca acaba de anunciou esta semana que mais de 100 países (entre eles EUA, Argentina, Chile, Colômbia, os 28 membros da União Europeia e os 54 países da África) reunidos hoje em Nova York estão pleiteando uma emenda “ambiciosa” ao Protocolo de Montreal para a redução e a eliminação graduais do uso de HFCs.
Querem, também, que a emenda inclua uma data antecipada a partir da qual os signatários do tratado não poderão mais aumentar seu consumo dos potentíssimos gases de efeito estufa.
O Brasil não assinou a declaração.
Um grupo de países doadores e filantropos manifestou sua intenção de prover US$ 80 milhões em apoio a nações em desenvolvimento, como o Brasil, que precisem de assistência para implementar a emenda.
#AlívioImediato #MelhoraEsseClima #LideraBrasil #ÉagotaDágua
Foto: Getty Images
Saiba mais: https://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2016/09/1815865-emenda-assinada-em-ny-quer-barrar-uso-de-hfc-um-dos-gases-do-efeito-estufa.shtml

Translate »