Escolha uma Página
Nova Zelândia bane a exploração de petróleo e de gás em seus mares

Nova Zelândia bane a exploração de petróleo e de gás em seus mares

A Nova Zelândia faz história e decide banir a exploração de petróleo e de gás em seus mares. O governo neozelandês pôs uma área marinha de pelos menos 4 milhões de km² fora dos limites de qualquer nova exploração de combustíveis fósseis.

A campanha começou justamente quando a Petrobras iniciou pesquisas em busca de petróleo nas águas sagradas do povo maori Te Whãnau-ã-Apanui, em abril de 2011. Em resposta a isso, foi realizado um bloqueio dos navios da companhia, que durou 42 dias e representou o início de um grande levante popular contra a exploração de petróleo no país. Vitória do meio ambiente.

Via Greenpeace Brasil

Foto: EFE

Saiba mais

Mexeu com o Whanganui, mexeu com os Whanganui!

Mexeu com o Whanganui, mexeu com os Whanganui!

O Rio Whanganui, o terceiro mais longo da Nova Zelândia, acaba de ser declarado uma pessoa jurídica. É a primeira vez no mundo que um rio se torna uma entidade legal. Na prática, significa que qualquer dano que lhe causem será julgado como um dano aos indígenas Whanganui, do povo Maori.

Agora, os interesses do rio poderão ser defendidos na Justiça por um advogado indígena e outro do governo.

“A nova legislação é um reconhecimento da conexão profundamente espiritual entre os Whanganui e seu rio ancestral”, disse o ministro da Justiça da Nova Zelândia, Chris Finlayson.

Imaginem uma decisão similar sobre, digamos, o Rio Xingu e os povos indígenas da região? Será que conseguiríamos parar os Belos Monstros brasileiros?

Via: G1 – O Portal de Notícias da Globo

Foto: Wikimedia

Saiba mais: https://g1.globo.com/natureza/noticia/nova-zelandia-concede-personalidade-juridica-a-rio-venerado-por-maoris.ghtml