Escolha uma Página
China aposta na força dos ventos

China aposta na força dos ventos

A China vai investir US$ 174 bilhões em energia limpa até 2020. O país, o segundo maior poluidor do mundo, decidiu apostar num futuro mais verde.

Os chineses perceberam que botar dinheiro em iniciativas sustentáveis é um excelente negócio: a energia eólica vai gerar ao país eletricidade e cerca de 300 mil empregos diretos e indiretos.

Que o presidente eleito dos Estados Unidos (o maior poluidor) Donald Trump também abra o olho.

Via CicloVivo

Foto: Getty Images

Saiba mais: https://ciclovivo.com.br/noticia/china-anuncia-investimento-de-us-174-bi-em-energia-limpa-ate-2020/

Árvore que dá eletricidade

Árvore que dá eletricidade

Uma startup francesa buscou inspiração na forma das árvores para produzir a turbina eólica Wind Tree. Além de ser bonita, a árvore eólica apresenta vantagens: é muito silenciosa e capaz de operar por 280 dias por ano, enquanto outros equipamentos rodam apenas 200 dias.

E a vida útil chega até 25 anos de funcionamento, resistindo a altas temperaturas, segundo o fabricante.

Após quatro anos de pesquisa e três modelos preliminares, o sistema está pronto para gerar energia para iluminação urbana, escritórios, indústrias, residências, transporte e mobilidade.

Via: Pensamento Verde

Foto de divulgação

Saiba mais: https://www.pensamentoverde.com.br/sustentabilidade/empresa-cria-turbina-eolica-para-ser-usada-em-espacos-rurais-e-urbanos/

Bons ventos suecos

Bons ventos suecos

Em até 25 anos, a Suécia suprirá 100% de sua demanda energética a partir de fontes renováveis.

O ás na manga do governo local é o amplo potencial do país para abrigar usinas eólicas terrestres. Nos próximos anos, as turbinas a vento ainda vão substituir as usinas nucleares.

O Brasil, como sabemos, também tem enorme potencial para as energias eólica e solar.

Será aproveitado se, em vez de se criarem incentivos ao carvão, como quer fazer o Senado, houver políticas ambiciosas para as fontes renováveis.

Via: The Independent

Foto: Torbjörn Bergkvist / Vindkraft Norr

Saiba mais: https://www.independent.co.uk/news/world/europe/sweden-renewable-energy-target-2040-country-on-track-a7381686.html?cmpid=facebook-post

Austrália renovável

Austrália renovável

Não é só o réveillon que chega primeiro na Austrália. A Tesla instalou no sul do país, em dezembro passado, a maior bateria do mundo, para armazenar a energia produzida pelo parque eólico local. Outra novidade renovável vai chegar agora aos telhados da região.

A empresa vai instalar, gratuitamente, suas telhas solares em casas populares. O dinheiro para bancar o projeto virá da venda do excedente de energia produzido pelas residências. A eletricidade gerada por 50 mil moradias equivale a de uma termelétrica a carvão. Energia limpa feita em casa.

Via CicloVivo

Foto: David Clarke

Saiba mais

Vento que produz água

Vento que produz água

Um equipamento desenvolvido nos EUA promete gerar água potável a partir da força do vento.
O WaterSeer, feito para instalação no solo, consiste em uma pequena turbina eólica, filtros, um condensador e um reservatório.
No operação, o ar externo é direcionado à câmara de condensação do equipamento e se transforma em água.
Em situações ideais, é possível produzir até 37 litros por dia.
Um oásis para deserto nenhum botar defeito.
Saiba mais: https://ciclovivo.com.br/noticia/painel-solar-giratorio-gera-20x-mais-energia-que-paineis-comuns/
Foto: Divulgação
Via: CicloVivo