Escolha uma Página
Onda de calor castiga a Austrália

Onda de calor castiga a Austrália

Não é só o verão brasileiro que castiga. Uma onda de calor está se espalhando por uma faixa de 1.000 km no leste da Austrália. Não por acaso, os moradores de Sydney estão sob alerta de poluição do ar.

A culpa do alto nível de ozônio, que se forma quando a poluição de automóveis é exposta a temperaturas elevadas.

Agora, exercícios físicos ao ar livre estão desaconselhados. Com menos fumaça e mais árvores, seria uma restrição desnecessária.

Via: The Guardian

Foto: AFP

Saiba mais (em inglês): https://www.theguardian.com/weather/2017/jan/11/temperatures-to-soar-above-40c-as-heatwave-sweeps-eastern-australia

Calor prejudica o agronegócio na Europa

Calor prejudica o agronegócio na Europa

A vaca não está indo pro brejo na Europa porque ele secou. Na Suíça, helicópteros estão sendo usados para levar água para o gado. O calor também está matando peixes no Rio Reno e as consequências para a agricultura também estão sendo catastróficas.

Os russos preveem uma queda de 20% na colheita de trigo este ano; na Alemanha, 8 milhões de toneladas das 31 milhões devem se perder. O agronegócio alemão deve ter um prejuízo de US$ 1 bilhão; na Suécia, 35% da produção de cereais foi perdida. Vamos continuar pastando para as mudanças climáticas?

Via Valor Econômico

Foto: Denis Balibouse/Reuters

Saiba mais

Internet aquece a Suécia

Internet aquece a Suécia

Na Suécia, tudo se transforma. Outro dia, falamos que o país tira boa parte da energia que consome do lixo. A novidade agora é que os suecos estão usando o calor da Internet para aquecer casas.

Supercomputadores como os da gigante da informática Ericsson esquentam para dedéu – esse monte de ventoinhas na foto não nos deixam mentir. O objetivo do projeto Stockholm Data Parks é usar esse efeito colateral para esquentar 10% dos lares de Estocolmo até 2035. E como calor é energia, pode ser usado para outros fins também. Retroalimentação à sueca.

Via BBC Brasil

Foto: Backblaze

Saiba mais

O clima está ruim para todo mundo

O clima está ruim para todo mundo

O clima está ruim para todo mundo: enquanto a tempestade Harvey devasta o Texas, nos Estado Unidos, a Europa bate recordes de calor, Serra Leoa chega a mais de mil mortos em deslizamentos e enchentes, no Brasil 1.296 cidades (1/4 dos municípios do país) estão em estado de emergência, seja pela chuva ou pela seca, e Nepal (foto), Índia, Bangladesh estão debaixo d’água.

Segundo a ONU, 41 milhões de pessoas foram afetadas pelas inundações nos três países e já são mais de 1,2 mil mortos. E dessa vez não tem El Niño, La Niña ou nenhum outro fenômeno natural como desculpa. Está na hora de a gente assumir a nossa parcela de culpa nessa bagunça do clima e tomar uma atitude. Não tem pra onde correr.

Via Folha de S.Paulo e BBC Brasil

Foto: AP/Manish Paudel

Saiba mais aqui e aqui.

Em clima de forno de microondas

Em clima de forno de microondas

Maio e junho em clima de forno de microondas. Segundo o último relatório da Organização Meteorológica Mundial (OMM), agência da ONU para o clima, recordes de temperatura foram batidos na Europa, no Oriente Médio, no norte da África e nos Estados Unidos.

Para a OMM, temperaturas acima dos 40°C ajudaram a queimar a região de Pedrógão Grande, em Portugal. Nos EUA, os termômetros chegaram a marcar 49°C. E no fim de junho, foi registrada a temperatura da história em Ahvaz, no Irã (foto), não por acaso uma das cidades mais poluídas do mundo: 54°C. De fritar ovo na sombra.

Via ONU Brasil

Foto: Iran Live Dead

Saiba mais