Escolha uma Página
Emenda de Kigali dá mais um passo

Emenda de Kigali dá mais um passo

Um sopro de ar fresco: a Emenda de Kigali foi aprovada pela Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados. Ela precisa passar agora por mais duas comissões para ir à votação em Plenário. Será uma forma de usar os aparelhos de ar condicionado para ajudarem a resfriar o planeta também.

A emenda incide sobre o Protocolo de Montreal, que regula os gases usados em refrigeração e é o mais bem-sucedido tratado ambiental da História. Esses gases provocam o efeito estufa e são até 14.800 vezes mais potentes do que o CO₂. Sua eliminação progressiva pode representar 0,5°C a menos de aquecimento até 2100. Por isso, é uma das mais poderosas medidas para conter as mudanças climáticas – que estão chegando com tudo.

Foto: Jan Tiki

Saiba mais

Kigali contra as mudanças climáticas

Kigali contra as mudanças climáticas

É para ontem: o IPCC divulgou um novo estudo, no qual defende mudanças urgentes para conter o avanço das mudanças climáticas. E, segundo uma pesquisa recém-lançada em parceria pela Oxfam e pelo World Resources Institute, a Emenda de Kigali terá papel fundamental para ajudar a cumprir as metas do Acordo de Paris.

O tratado internacional, que entra em vigor em janeiro de 2019, vai banir da indústria da refrigeração os HFCs. Esses gases do efeito estufa estão entre os super-poluentes de vida curta. Além de ajudar a manter a temperatura estável, a redução da emissão desse tipo de gás pode evitar até 2,4 milhões mortes prematuras por ano até 2030. Está em nossas mãos.

Via The Guardian

Foto de divulgação

Saiba mais (em inglês)

Alívio real e imediato

Alívio real e imediato

Foi aprovada, na madrugada de hoje, a Emenda de Kigali ao Protocolo de Montreal – que alívio. Seu objetivo é reduzir em 85% o uso de gases HFC em todo o mundo até 2047.
Trata-se da medida mais efetiva para frear o aquecimento global no curto prazo.
Com ela, evitaremos a emissão de 80 bilhões de toneladas de equivalentes de CO2 e quase 0,5° C em aumento da temperatura média global até o fim do século.
A aprovação da Emenda de Kigali é digna de celebração. Mas seu cumprimento só virá com ações ambiciosas.
Que comecem já!

Vamos virar o jogo?

Vamos virar o jogo?

O Brasil se alinhou a países como China, Argentina e África do Sul na defesa de uma emenda mais ambiciosa ao Protocolo de Montreal. Entretanto, a proposta deste bloco ainda não é a ideal.
Para reverter o aquecimento global é preciso agir rápido e com firmeza!
Saiba o que está em jogo nesta entrevista do ambientalista Délcio Rodrigues ao jornal “O Globo”: https://oglobo.globo.com/sociedade/conte-algo-que-nao-sei/delcio-rodrigues-fisico-ambientalista-ha-muita-necessidade-social-para-ficarmos-parados-20275320

É hora de esfriar o planeta

É hora de esfriar o planeta

Está acontecendo em Ruanda uma reunião internacional que vai definir o futuro do planeta.
Na cidade de Kigali, as nações signatárias do Protocolo de Montreal vão incluir uma emenda ao tratado sobre o uso do gás HFC em aparelhos de refrigeração.
Dependendo do seu grau de ambição, essa emenda poderá ser um fator determinante para reduzir o aquecimento global.
E qual será o nosso papel das negociações? “O Brasil trabalha para que se logre emenda ambiciosa em Kigali”, assegurou ao jornal “Valor Econômico” Everton Lucero, secretário de mudanças climáticas do Ministério do Meio Ambiente.
Que essa vontade realmente nos guie.
Leia a reportagem do “Valor Econômico”: https://bit.ly/2e0OQf1
E saiba mais sobre o assunto neste artigo de Stela Hershmann, Durwood Zaelke e Fabio Feldmann para o jornal “Folha de S. Paulo”: https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2016/10/1821132-o-brasil-na-lideranca-em-favor-do-planeta.shtml