Escolha uma Página
O Ártico em nossas mãos

O Ártico em nossas mãos

Se deixarmos de comer bife todos os dias durante dois meses, cada um de nós evitará o derretimento de 3 m² de gelo no Ártico.

Uma área igual será preservada na gélida região por cada pessoa que rodar 4.000 km a menos com seu carro a gasolina.

Os cientistas Dirk Notz, da Alemanha, e Julienne Stroeve, dos EUA, fizeram esses cálculos para nos ajudar a entender quanto a humanidade afeta o clima.

Rever hábitos pessoais não é solução única, mas, sim, complementar às ações em larga escala de acordo diplomáticos internacionais.

Via: Observatório do Clima

Foto: PA

Saiba mais: https://www.observatoriodoclima.eco.br/quer-saber-quanto-voce-muda-o-clima/

Calor de zero grau no Ártico

Calor de zero grau no Ártico

Zero grau pode parecer frio pra caramba para o brasileiro, mas quem mora no norte da Groenlândia deveria estar curtindo um friozinho de -33°C. No último sábado, os termômetros marcaram 6°C, um calorão para os padrões locais. O Mar de Bering começa a descongelar em pleno inverno.

Em todo o Ártico e arredores, as temperaturas estão cerca de 20°C acima da média. E se esquenta de um lado, esfria de outro: este degelo na região polar está alterando a temperatura lá na Europa: a nevasca que atingiu Roma é consequência direta dela. O clima se equilibra numa corda bamba.

Via O Globo

Foto: Adrienne Tivy

Saiba mais