Escolha uma Página
MP do Trilhão, não!

MP do Trilhão, não!

O brasileiro já sacou que combustível fóssil é a maior roubada: numa pesquisa de opinião lançada ontem sobre os impactos dos derivados do petróleo, 85% dos entrevistados responderam que influem na qualidade de ar; 77%, na da água; e 82%, nas mudanças climáticas. Ainda assim, será votada amanhã no Senado a Medida Provisória  (MP) 795, que dá R$ 1 trilhão em benefícios fiscais para companhias de petróleo.

A imagem dessas empresas frente aos entrevistados também não é nada boa: 88% as consideram gananciosas; 87,3%, politicamente poderosas; e 72%, sem ética. A MP do Trilhão vai na contramão da opinião pública. Só que este ano mesmo barramos no grito a liberação para mineração na Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca), na Amazônia. Então vamos gritar de novo: #MPdoTrilhãoNão!

Via Exame e Blog do Planeta

Saiba mais e conheça um trilhão de razões para ser contra a MP 759

MP do Trilhão: marcha-ré do desenvolvimento sustentável

MP do Trilhão: marcha-ré do desenvolvimento sustentável

Nunca é feito à luz do sol, até nisso há desperdício: a Câmara Federal aprovou ontem, na calada da noite, o texto base da Medida Provisória 795/17, a MP do Trilhão, que concede mais benefícios fiscais à indústria petrolífera. Caso vire lei, o país deixa de arrecadar R$ 40 bilhões por ano e engata mais uma vez a marcha-ré do desenvolvimento sustentável, além de dar as costas para o Acordo de Paris.

Imaginem o que dá para fazer com essa grana: já dissemos aqui que com dez vezes menos, R$ 4 bilhões, é possível zerar o desmatamento; mas R$ 4 bilhões também é o que vai custar o Complexo Eólico Campos Neutrais, no Rio Grande do Sul, o maior da América Latina, que vai gerar eletricidade limpa para três milhões de pessoas. Nenhum outro país do mundo subsidia exploração de combustíveis fósseis como o Brasil. É coisa de mãe para filho. A quem isso interessa?

Via Agência Brasil

Foto: Viktor Veres/AFP

Saiba mais