Escolha uma Página
Vamos virar o jogo?

Vamos virar o jogo?

O Brasil se alinhou a países como China, Argentina e África do Sul na defesa de uma emenda mais ambiciosa ao Protocolo de Montreal. Entretanto, a proposta deste bloco ainda não é a ideal.
Para reverter o aquecimento global é preciso agir rápido e com firmeza!
Saiba o que está em jogo nesta entrevista do ambientalista Délcio Rodrigues ao jornal “O Globo”: https://oglobo.globo.com/sociedade/conte-algo-que-nao-sei/delcio-rodrigues-fisico-ambientalista-ha-muita-necessidade-social-para-ficarmos-parados-20275320

É hora de esfriar o planeta

É hora de esfriar o planeta

Está acontecendo em Ruanda uma reunião internacional que vai definir o futuro do planeta.
Na cidade de Kigali, as nações signatárias do Protocolo de Montreal vão incluir uma emenda ao tratado sobre o uso do gás HFC em aparelhos de refrigeração.
Dependendo do seu grau de ambição, essa emenda poderá ser um fator determinante para reduzir o aquecimento global.
E qual será o nosso papel das negociações? “O Brasil trabalha para que se logre emenda ambiciosa em Kigali”, assegurou ao jornal “Valor Econômico” Everton Lucero, secretário de mudanças climáticas do Ministério do Meio Ambiente.
Que essa vontade realmente nos guie.
Leia a reportagem do “Valor Econômico”: https://bit.ly/2e0OQf1
E saiba mais sobre o assunto neste artigo de Stela Hershmann, Durwood Zaelke e Fabio Feldmann para o jornal “Folha de S. Paulo”: https://www1.folha.uol.com.br/opiniao/2016/10/1821132-o-brasil-na-lideranca-em-favor-do-planeta.shtml

Lidera, Brasil!

Lidera, Brasil!

O Brasil não está entre os mais de cem países que apoiaram a adoção de uma emenda mais ambiciosa ao protocolo de Montreal, em 22 de setembro, em Nova York.
Mas o Ministério do Meio Ambiente divulgou uma nota neste fim de semana se comprometendo a fazer isso na reunião dos signatários do tratado na semana que vem, em Kigali, Ruanda.
O Brasil abriga 85% da Amazônia Legal (o ar condicionado do planeta), é o país com maior biodiversidade do mundo e com maior potencial de geração de energia limpa. Isso quase que obriga o país a liderar todas as iniciativas de combate às mudanças climáticas e de preservação da natureza.
Vamos tomar a frente dessas negociações e partir para o abraço?
Saiba mais sobre a emenda ao Protocolo de Montreal e leia a nota do Ministério do Meio Ambiente: https://www.mma.gov.br/index.php/comunicacao/agencia-informma?view=blog&id=1891

Frio por dentro, quente por fora

Frio por dentro, quente por fora

Até 2013, o mundo vai ganhar mais 700 milhões de aparelhos de ar condicionado; até 2050 serão 1,6 bilhão.
No futuro, ar condicionado pode não ser um luxo, mas uma necessidade.
Só que, com a tecnologia adotada hoje, o mesmo aparelho que refresca a sua casa ajuda a esquentar o planeta.
Saiba como impedir esse efeito colateral neste artigo do físico e ambientalista Délcio Rodrigues no Observatório do Clima: https://www.observatoriodoclima.eco.br/acordo-sobre-gas-de-refrigeracao-pode-dar-alivio-imediato-para-o-clima/

Refresco no clima e na conta de luz

Refresco no clima e na conta de luz

A indústria de ar condicionado cresce de 10% a 15% por ano no Brasil. E além de contribuir com o aquecimento global, também está aumentando o consumo de eletricidade no país.
Investindo-se em tecnologias com maior eficiência energética, é possível reduzir também a conta de luz.
O padrão de Performance Energética Mínima para aparelhos de ar condicionado no Brasil é de 2,6 W/W; no Japão é mais de 6,5 W/W e na China, 6 W/W. E lá nem faz esse calorão todo!
Vamos ficar para trás?
#AlívioImediato #MelhoraEsseClima #LideraBrasil #CadaGotaConta