Escolha uma Página
Até agosto, foram 58 ativistas mortos

Até agosto, foram 58 ativistas mortos

O hexa que não queremos. Um relatório da Anistia Internacional Brasil lançado hoje revela mais uma vergonha nacional: 58 ativistas dos direitos humanos foram mortos de janeiro a agosto no Brasil – durante todo o ano de 2016, foram 66. A maioria estava envolvida em questões ligadas ao meio ambiente e à disputa por terra. Em nenhum outro país morreram tantos.

Há cinco anos lideramos outra lista vergonhosa e macabra: a de ambientalistas assassinados por ano, feita pela ONG internacional Global Watch. No ano passado, foram 49. Dificilmente não repetiremos o triste feito. É um título que deveria causar revolta em todos nós.

Via Bom Dia Brasil

Saiba mais