Escolha uma Página
CFCs voltam a ameaçar camada de ozônio

CFCs voltam a ameaçar camada de ozônio

Está vazando gás. Estamos conseguindo tapar o buraco na camada de ozônio graças ao Protocolo de Montreal, o mais bem-sucedido acordo ambiental da história. Mas a volta à atmosfera dos CFCs, gases que eram usados em refrigeração e foram banidos pelo tratado, está deixando a comunidade científica em alerta.

Ninguém sabe ainda quem está produzindo o gás CFC-11 ilegalmente. Além de destruir a camada de ozônio, ele contribui para o aquecimento global. A ganância de uns poucos pode custar caro para muitos.

Via BBC News Brasil

Foto: Getty Images

Saiba mais

Ano novo, camada de ozônio nova

Ano novo, camada de ozônio nova

A primeira semana de 2018 terminou com uma boa nova: a Nasa anunciou que cientistas conseguiram demonstrar que a destruição da camada de ozônio está diminuindo.

Medições feitas por satélite comprovam que a proibição do uso de clorofluorocarbonetos (CFCs) foi fundamental. Uma vitória das nações que se comprometeram com o Protocolo de Montreal, tratado ambiental assinado em 1985, e uma inspiração para daqui adiante: unidos, podemos reverter a destruição que causamos ao planeta.

Via G1

Foto: Nasa

Saiba mais

Cobertor curto

Cobertor curto

Os HFCs, hoje usados em aparelhos de refrigeração, vêm se mostrando eficazes para a recuperação da camada de ozônio.
Mas apresentam um efeito colateral: contribuem para o aquecimento global. E o seu uso vem crescendo 10% ao ano.
Ou seja, o seu aparelho de ar condicionado está funcionando como um cobertor curto: ele refresca a sua casa, mas está ajudando a esquentar o planeta; e quanto mais quente o planeta fica, mais a gente precisa de um refresco.
Mas não esquente a cabeça: é possível reverter isso com uma simples emenda no cobertor chamado Protocolo de Montreal.
#AlívioImediato #MelhoraEsseClima #CadaGotaConta #LideraBrasil
Saiba o que pensa sobre isso o secretário-geral das Nações Unidas Ban Ki-moon: https://nacoesunidas.org/ban-reconhece-avancos-na-protecao-da-camada-de-ozonio-mas-pede-reducao-de-gases-do-efeito-estufa/