Escolha uma Página
Em 2017, a cada seis dias um ativista foi assassinado no Brasil

Em 2017, a cada seis dias um ativista foi assassinado no Brasil

Em 2017, a cada seis dias um ativista ambiental foi assassinado no Brasil. São 57 mortos e apenas dois casos esclarecidos. O país lidera, pelo segundo ano consecutivo o balanço da ONG internacional Global Witness. No mundo inteiro, houve 207 vítimas.

Pela primeira vez, conflitos relacionados ao agronegócio encabeçam esse triste ranking, com 46 assassinatos. O setor que mais matava antes, a mineração, caiu para o segundo lugar, com 40. O agro é fogo.

Via G1

Foto: thinkstock

Saiba mais