skip to content
Um Distrito Federal à deriva

Um Distrito Federal à deriva

Tem um iceberg do tamanho do Distrito Federal à deriva no oceano. Se ele derreter, vai tudo por água abaixo, pois o nível do mar pode subir 10cm; felizmente, a possibilidade de isso acontecer (ainda) é muito pequena.

O bloco de gelo de 6 mil km² se desprendeu da plataforma Larsen C, na Antártida. A rachadura já existia há décadas, mas vinha crescendo com maior velocidade desde dezembro.

Segundo os cientistas, as mudanças climáticas podem ter acelerado o processo.

O aquecimento global é a maior fria!

Após meses de expectativa, iceberg maior que o Distrito Federal se descola da Antártida

Iceberg gigante se desprende de plataforma de gelo na Antártica

Saiba o que os cientistas temem sobre o iceberg que se soltou da Antártida

Para onde está indo o iceberg gigante que acaba de se separar da Antártida?

Tudo o que você precisa saber sobre o iceberg gigante da Antártida

Invasão na Antártida

Invasão na Antártida

Com o degelo, a Antártida pode sofrer uma invasão de vida. E isso não é uma boa notícia. O aumento de tamanho da zona habitável do continente (hoje, 0,5% de sua área) levará espécies invasoras à região, podendo causar a extinção das nativas.

O estudo de pesquisadores australianos, publicado na revista Nature News and Comment, foi o primeiro a avaliar os impactos das mudanças climáticas na biodiversidade antártica.

Duas espécies endêmicas, o pinguim-imperador e o pinguim-de-adélia, já começam a migrar de habitat. São os mais novos refugiados climáticos do planeta.

Via El País Brasil

Foto: UQ News

Translate »