pt Português
Uma Gota no Oceano

Dona Dijé e Antônio Mulato: vidas quilombolas muito bem vividas

Duas vidas muito bem vividas. O movimento quilombola perdeu neste fim de semana duas importantes lideranças: Dona Dijé e Antônio Mulato. Ela morreu aos 70 anos no Quilombo de Monte Alegre, no Maranhão, e foi fundadora do Movimento Interestadual das Quebradeiras de Coco Babaçu e conselheira do Conselho Nacional de Povos e Comunidades Tradicionais.

Seu Antônio era o quilombola mais velho do Brasil: foi-se aos 113 anos. Em 1940, ele levou a primeira escola pública do Brasil a uma comunidade quilombola, no Quilombo Mata Cavalo, em Mato Grosso. Agora serão para sempre faróis a guiar nossa luta.

Via O Globo e Portal Amazônia

Foto: Junior Foicinha

Saiba mais aqui e aqui

Receba info da Gota Quilombolas

Saiba Mais