Escolha uma Página

Más notícias desembocam do Rio Doce

30 de março de 2016

A mais recente vem do primeiro laudo produzido pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Os resultados são atemorizantes.

O nível de contaminação por metais tóxicos em peixes e crustáceos do rio, e da região litorânea do entorno sua foz, extrapola os limites permitidos por lei em até 140 vezes.

O laudo também aponta que a contaminação atingiu o Arquipélago de Abrolhos, a Costa das Algas e o Refúgio de Vida Silvestre de Santa Cruz, que são unidades de conservação e de preservação ambiental. Uma tragédia do tamanho do oceano.

Não tem como se esquecer de Mariana.

Via G1

Foto: Leonardo Merçon/Instituto Últimos Refúgios

Saiba mais: https://migre.me/tnzuO