Escolha uma Página

Tecnologia e natureza

29 de setembro de 2016

Uma quarta revolução industrial pode ser iniciada se aliarmos inovações tecnológicas à preservação da biodiversidade da Amazônia.
Pelo menos é o que defende um estudo publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS), dos EUA.
A ideia é explorar o patrimônio biológico da floresta e o conhecimento dos povos tradicionais no manejo de fauna e flora para a criação de materiais, sensores e até robôs – tudo com ajuda de inteligência artificial e biomimetismo (tecnologias que “imitam” a natureza).
Nurit Bensusan, do Instituto Socioambiental – ISA, vê potencial nesse caminho para preservar a floresta, mas alerta: é preciso “muito cuidado para que haja a repartição de benefícios” com os povos indígenas.
Respeitá-los é, de fato, condição inegociável.
#DesmatamentoZero #DemarcaçãoJá #TamuatéAki #Biodiversidade
Via: DW (Brasil)
Foto: AFP
Saiba mais: https://www.dw.com/pt-br/vale-do-sil%C3%ADcio-amaz%C3%B4nico-pode-manter-floresta-em-p%C3%A9/a-19560887