Escolha uma Página
O planeta entrou no cheque especial

O planeta entrou no cheque especial

A Humanidade está que nem o brasileiro, que chega no fim do mês já devendo o salário do próximo. No dia 2 de agosto, já teremos consumido todos os recursos que o planeta pode renovar em um ano. Ou seja, vamos ficar no cheque especial até 31 de dezembro. Quem fez as contas foi a ONG Global Footprint Network. Para saciar nossa voracidade, a gente ia precisar de 1,7 planeta – e sabemos que só temos um.

E o pior é que no ano passado a gente tinha entrado no vermelho em 3 de agosto. Ou seja, a conta está chegando cada vez mais cedo. Pessoal, é hora de apertar o cinto. Se cada um fizer a sua parte, a gente sai do SPC.

Via Folha de S.Paulo

Foto: Royce Bair/Moment/Getty Images

Saiba mais

A corrupção é insustentável

A corrupção é insustentável

A corrupção é insustentável. A gente vem batendo nessa tecla desde 2011, quando começamos a denunciar os desmandos que moveram a construção da usina de Belo Monte. Por trás de praticamente todos os escândalos políticos recentes no país estão grupos empresariais – sejam ligados à infraestrutura, à exploração de recursos naturais ou ao agronegócio – que, de uma forma ou de outra, impactam o meio ambiente e as vidas dos mais desamparados. Não é coincidência, já que as maiores riquezas do Brasil são os seus recursos naturais e a sua extensão territorial.


Passamos por um momento de grande apreensão e tristeza, mas cabe a nós aproveitar a ocasião para recomeçar e cuidar melhor de nosso país. É hora de nos unirmos para construir um Brasil com raízes sólidas, assentadas na justiça social e no desenvolvimento sustentável.


Foto: GoConqr

Trilhões de motivos para ser sustentável

Trilhões de motivos para ser sustentável

Medidas sustentáveis podem render até US$ 2 trilhões anuais para a economia do planeta, segundo um novo relatório da ONU.

Mas para garantir essa bolada em verdinhas, é preciso reciclar e racionalizar o uso de recursos naturais e de energia.
Ou seja, cuidar melhor do meio ambiente é fundamental para que a fórmula dê certo. 

Caso contrário, o lucro vira um baita prejuízo: o uso anual de recursos per capita pode crescer 70% até 2050, e isso certamente vai agravar a escassez de água, a poluição, o desmatamento e a perda de biodiversidade.

Vamos com a primeira opção? Melhor para o clima e para a economia.

Via: Exame

Foto: Organic News Brasil

Saiba mais: https://exame.abril.com.br/economia/melhor-uso-de-recursos-naturais-renderia-us2-tri-para-economia/