Escolha uma Página

Calor de matar

22 de junho de 2017

Calor de matar não é só força de expressão. Segundo um estudo do periódico Nature Climate Change, ondas de calor como a que ora castiga a Europa, ficarão ainda mais fortes e se vão atingir quase metade da humanidade (48%) até o fim do século.

Ondas de calor são um coquetel explosivo de calor e umidade que pode levar à morte. Para se ter uma ideia, Nova York terá cerca de 50 dias por ano de calor literalmente de matar até 2100; em Cuiabá, seriam 116. E isso mesmo que todos os países cumpram direitinho as metas do Acordo de Paris. Ou seja, é preciso fazer mais. É o futuro das próximas gerações que está em jogo.

Via Observatório do Clima

Foto: AP Photo/ Channi Anand

Saiba mais: https://www.observatoriodoclima.eco.br/ondas-de-calor-afetarao-meio-mundo-literalmente-no-fim-seculo/

Veja mais vídeos sobre: mudanças climáticas