Escolha uma Página

Não fosse o Protocolo de Montreal, estaríamos fritos

20 de setembro de 2016

Graças a ele, vamos conseguir tapar o buraco na camada de ozônio até 2065.
O mais bem-sucedido acordo mundial para o ambiente foi assinado em 1987.
E uma simples emenda ao tratado, que será discutida em outubro, em Kigali, Ruanda, poderá nos ajudar a resolver outro problema: o aquecimento global.
É uma emenda que poderá tapar outro buraco, de forma ainda mais rápida e eficiente. Uma simples troca de gases em aparelhos de refrigeração já seria meio caminha andado.
Basta que o mundo se una. E o Brasil pode liderar este movimento. Vamos começar?