Escolha uma Página

Na cadência da Imperatriz e do Xingu

15 de fevereiro de 2017

A primeira grande ação de Uma Gota no Oceano em 2017 foi no Carnaval do Rio de Janeiro. A escola de samba Imperatriz Leopoldinense levou à Avenida o enredo “Xingu, o clamor da floresta”, uma homenagem aos povos indígenas da Amazônia.

Junto com os parceiros do Greenpeace, da International Rivers, do Xingu Vivo Para Sempre e da Amazon Watch, atuamos junto à imprensa e convidando lideranças indígenas e artistas para desfilarem na Marquês de Sapucaí. Nosso apoio foi uma resposta aos ataques sofridos pela escola de representantes do agronegócio. Também colaboramos publicando um artigo assinado pelo ator e agricultor Marcos Palmeira na revista do jornal “O Globo”, produzimos material gráfico e coproduzimos documentários dirigidos por Todd Southgate.

O desfile da Imperatriz foi no domingo de Carnaval e contou com a presença de lideranças do Xingu, como os caciques Raoni e Megaron, o pajé Sapaim e da coordenadora-executiva da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), Sonia Bone Guajajara, além de Antonia Melo, fundadora do Xingu Vivo Para Sempre.

[huge_it_videogallery id=”24″]