Escolha uma Página

Greve global pelo clima

25 de setembro de 2019

A equipe de Uma Gota do Oceano fez parte da maior manifestação em defesa do meio ambiente já realizada. A Greve Global pelo Clima começou no dia 20 de setembro de 2019 com uma marcha pelas ruas de Nova York. Lideranças indígenas brasileiras abriram os caminhos pedindo por “Demarcação Já!” e foram acompanhadas por pessoas de diferentes partes do mundo. Sob gritos de “Salvem a Amazônia”, manifestantes de diferentes línguas e origens se uniram por uma causa única: a preservação do planeta e da vida. Ao fim da passeata, Artemisa Xakriabá, liderança jovem indígena de Minas Gerais, subiu ao palco em um discurso potente.

“Nós, povos indígenas, somos filhos da natureza. Por isso lutamos pela Mãe Terra. Essa é a mãe de todas as lutas. Lutamos por nossas e suas vidas, lutamos pelo nosso território sagrado. Mas estamos sendo perseguidos, ameaçados e assassinados. Não podemos aceitar que seja derramada nenhuma gota a mais de sangue indígena. Como jovem, minha luta é pelos direitos indígenas, pelo meio ambiente e contra as mudanças do clima. Mas é também por um futuro que eu mereço e com o qual eu sonho. Um futuro que todos nós merecemos.”
Uma Gota no Oceano foi uma das 820 organizações envolvidas nas mais de seis mil ações que aconteceram em 185 países ao longo de uma semana (20 a 27 de setembro). Os eventos reuniram 7,6 milhões de pessoas engajadas em defesa do meio ambiente.

#GreveGlobalPeloClima #MarchaPeloClima #GlobalClimateStrike #ActOnClimate #MudançasClimáticas #ClimateChange #MelhoraEsseClima #MexeuComÍndioMexeuComClima #FridaysForFuture #FridaysForFutureBrasil #CadaGotaConta #UmaGotaNoOceano #FridaysForFuture