pt Português

Desmatamento Zero / Entrando pelo cano

A vida não seria como conhecemos caso as florestas deixassem de existir. Além do evidente prejuízo à biodiversidade, sem floresta não há água nem produção de alimentos, ar puro e ficamos muito mais vulneráveis aos efeitos das mudanças climáticas. As florestas em pé são nosso passaporte para o futuro, elas são fundamentais para assegurar o equilíbrio do clima e parte vital do ciclo da água. Além disso, desempenham um papel crucial na proteção de nascentes e rios, aumentando a qualidade de água e a capacidade de armazenamento dos reservatórios que abastecem as grandes cidades. Esse patrimônio pertence a todos os brasileiros e pode beneficiar tanto quem está no campo como quem vive na cidade, seja por meio de suas riquezas ou pelos serviços ambientais que a floresta presta ao planeta. Continuar desmatando significa comprometer nosso futuro, para que a sociedade e os setores produtivos tenham água, comida, clima ameno e qualidade de vida, é preciso ter floresta.

Em 2012, o Greenpeace Brasil desenvolveu a campanha Desmatamento Zero, pelo fim da destruição das florestas brasileiras. O principal instrumento desta iniciativa era um projeto de lei que propunha o fim do desmatamento no Brasil. Após três anos de campanha e para que a petição pudesse alcançar novos públicos, em 2015, Uma Gota no Oceano foi convidada pelo Greenpeace para desenvolver a nova etapa desta iniciativa.

Avaliamos que a ideia de um desmatamento zero não teria acolhida em muitos meios que, por exemplo, tem eu seu pequeno pedacinho de terra a possibilidade de em caso de necessidade dividir o terreno para acolher descendentes. em apuros financeiros . Optamos por uma abordagem que conectasse com outro desafio que ocupava o noticiário nacional naquele momento: o racionamento de água na maior e mais rica cidade do país. Nascia assim a campanha “Entrando pelo Cano” que, através de dados levantados pelo Greenpeace ao longo da campanha #DesmatamebntoZero, demonstrar a relação entre o que acontece na floresta e os problemas enfrentados pelos moradores de São Paulo.

Utilizamos como pano de fundo a crise hídrica de São Paulo, com uma pessoa tentando abrir uma torneira sem sair água dela e o filme entra pela torneira e chega na floresta, mostrando a relação entre desmatamento e falta d’água. Um mês após o lançamento da campanha, nossa equipe esteve em Brasília acompanhando o Greenpeace na entrega da petição com 1,4 milhão de assinaturas. Foi um momento histórico por promover o primeiro Projeto de Lei de iniciativa popular.

Clique aqui e saiba mais sobre a campanha: https://umagotanooceano.org/entrandopelocano/

Roteiro e direção: Lisa Teles
Direção de arte e animação: Maurício Kenzo
Fotos: Daniel Beltrá e Ze Gabriel

Encontro Desmatamento Zero

 

 

Saiba Mais

Cordão do isolamento

Basta ouvir vento

Dois gatilhos e um ponto de virada

Em apoio ao Desmatamento Zero

Desmatamento Zero faz História

Uma gota de heroísmo

 
Participe

Faça parte dessa rede