Escolha uma Página

Cadê a Mata Atlântica que estava aqui?

12 de dezembro de 2015

Mais de um mês depois do rompimento da barragem da Samarco, a dimensão dos impactos ambientais continua desconhecida.
Em parceria com o Instituto de Pesquisas Espaciais a Fundação SOS Mata Atlântica divulgou um relatório da destruição da vegetação e ainda aguarda análises do grau de contaminação das águas.
“O estudo constatou que a lama de rejeitos impactou uma área total de 1.775 ha, ou 17 km2, desses municípios, incluindo-se regiões de vegetação nativa ou alteradas por pasto, agricultura e malhas urbanas. A lama removeu um total de 324 ha de áreas de Mata Atlântica, sendo 236 ha de florestas nativas e outros 88 ha de vegetação natural.”
Saiba Mais: https://migre.me/sn61J

Foto: SOS Mata Atlântica