nossa
História


Vejam como é a vida

Quando a revista “Veja” acusou o golpe e publicou uma capa em reação ao impacto do Movimento Gota D’Água, nós estávamos justamente em Altamira, cidade mais atingida pelas obras da Hidrelétrica de Belo Monte e epicentro de toda confusão.

Fomos a convite das lideranças indígenas e tivemos o privilégio de conhecer a magnitude do Rio Xingu e da floresta ao seu redor. E foi pela voz dos moradores daquela região que demos resposta àquela reportagem visivelmente tendenciosa.



Publicações

“Em defesa da vida: Mulheres atingidas na luta por direitos”

A equipe da Uma Gota no Oceano participou, no dia 25 de junho, do seminário nacional...

Seminário de Articulação das Bacias do Tapajós

A equipe da Uma Gota no Oceano participou, de 14 a 16 de junho, do Seminário...

Semana do Meio Ambiente na Unisuam

Nos dias 6 e 7 de junho de 2019, a Uma Gota No Oceano e o...

“Em nome de que, São Francisco?” no Uranium Film Festival

“Minas não tem mar, mas fizeram dois mares de lama nas minas”. Este é um trecho...

Exibição do “Em nome de que, São Francisco” na UFAL

No dia 09 de maio de 2019, o vídeo-manifesto "Em nome de que, São Francisco?" foi...

Acampamento Terra Livre 2019

Mais de 4 mil indígenas, de mais de 160 etnias e de todos os estados do...

Gabriel Leone é a voz do São Francisco

O ator Gabriel Leone emprestou sua voz para o Rio São Francisco. A narração foi utilizada...

Assembleia anual do Observatório do Clima 2019

Nos dias 13 e 14 de março, Uma Gota No Oceano participou da assembleia anual do...

Reunião do Observatório do Código Florestal 2019

Nos dias 21 e 22 de março de 2019, a Uma Gota No Oceano participou da...

Encontro dos Guardiões da Floresta em NY

Em fevereiro de 2019, Uma Gota no Oceano esteve em Nova York, nos EUA, participando do...