nosso
Olhar


Primeira Marcha das Mulheres Indígenas

Primeira Marcha das Mulheres Indígenas

Mais de 2 mil pessoas participaram da Primeira Marcha das Mulheres Indígenas, em Brasília. Sob o lema “Território: nosso corpo, nosso espírito”, elas caminharam pela Esplanada dos Ministérios. A manifestação foi colorida, pacífica e alegre. Mães, filhas e avós dançavam e cantavam por respeito. Ao fim da caminhada, que teve como ponto final o gramado do Congresso Nacional, cem lideranças indígenas femininas foram destacadas para comparecer à sessão da Câmara dos Deputados. 
Sonia Guajajara, coordenadora executiva da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), foi convidada a discursar no púlpito: “Viemos em marcha, de todos os estados. E estamos nessa terra como povos originários para sermos respeitadas”. Mas nossas bravas guerreiras não lutam apenas para que seus direitos sejam reconhecidos, mas também por um futuro melhor para todos. Elas ainda vão se juntar às manifestações pela educação na cidade e amanhã participam da Marcha das Margaridas. É uma história escrita em urucum e jenipapo.

Foto: Evaristo Sá/AFP

Saiba mais:



Publicações

#PrayForAmazonas

Há quase dois séculos o romancista francês Victor Hugo escreveu que “é triste pensar que a...

O que acontece com os Wajãpi diz respeito a todos

Dificilmente alguém consegue se orientar por uma placa escrita em língua que desconhece. Ao abdicar da...

A luta dos povos indígenas é de todos nós

Durante o Fórum Nacional das Mulheres Indígenas, Sonia Bone Guajajara mandou uma daquelas "letras" que só ela sabe....

Contra o desmonte da saúde indígena

“Não vamos aceitar o desmonte da saúde indígena. Não vamos aceitar a municipalização da saúde indígena....

Luta é substantivo feminino

Luta é substantivo feminino. De uma ocupação numa floresta na Alemanha, Greta Thunberg (agachada no meio)...

As mulheres indígenas não marcham só por elas

Diz a mitologia Munduruku que, nos tempos antigos, as mulheres habitavam o ekçá – a casa...

Emergência climática

O clima não está normal nem aqui, nem lá na China. Junho e julho de 2019...

Governo omite ataques a três aldeias Wajãpi

No fim de semana foram registrados três ataques coordenados a aldeias Wajãpi, no Amapá. Ao comentar...

Invasão ao território Wajãpi não é mera coincidência

Não é mera coincidência: no mesmo dia em que se noticia a invasão do território Wajãpi...