nosso
Olhar


Biodiversidade amazônica

Biodiversidade amazônica Amazon biodiversity flying rivers

É muita vida em jogo: uma em cada dez espécies conhecidas de animais e vegetais do planeta são nativas da Amazônia. E essa biodiversidade não cansa de nos surpreender: há duas semanas, o WWF-Brasil e o Instituto Mamirauá divulgaram um novo relatório, no qual apresentam ao mundo mais 381 espécies. Só nesse dia a gente ficou sabendo da existência do macaco zogue-zogue-rabo-de-fogo, apenas mais um dos 34 tipos de macacos zogue-zogue. Os dados foram coletados num período restrito somente a dois anos: 2014 e 2015. Então há de se supor que tem muito mais bicho e planta escondida na região. Lá, podemos encontrar desde a cura para diversas doenças a, quem sabe, novas fontes alternativas de energia.

Como o Brasil abriga 60% da Floresta Amazônica, é nosso dever defender esse patrimônio genético. Reluzente como ouro, o recém-descoberto sapo Pristimantis imthurni pode ser tão ou mais valioso do que o rico metal. A gente acaba de ganhar um round, com o governo sendo obrigado a adiar seus planos de abrir a região à mineração. A extinção da Renca mexeu com corações e mentes e nos uniu em torno de uma mesma causa. A petição Todos Pela Amazônia rapidamente arrecadou mais de 1,5 milhão de assinaturas, as pessoas foram às ruas e às redes sociais para se manifestar.

Mas ainda temos muita luta pela frente: a Floresta Nacional do Jamanxim continua em risco e as mais diversas ameaças pairam sobre o Código Florestal no Congresso. O texto da lei assinada pelo deputado ruralista Mauro Pereira (PMDB/RS), que flexibiliza o licenciamento ambiental, apresenta conteúdo inconstitucional e pode levar o país ao caos jurídico. Ele, por exemplo, concede aos Estados o direito de criarem suas próprias legislações sobre o tema. Isso causaria um verdadeiro leilão de facilidades que jogaria contra o meio ambiente. O projeto ainda possibilita a dispensa de licenciamento para atividades agropecuárias, a criação do licenciamento autodeclaratório e a flexibilização das exigências ambientais. Se aprovada, a proposta deixa o país mais vulnerável a tragédias semelhantes a de Mariana (MG).

Foram 216 novas espécies de plantas, 93 de peixes, 32 de anfíbios, 19 de répteis, 18 mamíferos e dois mamíferos fósseis da Amazônia. São pássaros como o Tolmomyias sucunduri uma pequenina ave que vive em pares, cujo nome, do grego, significa “papa-moscas ousado do Sucunduri”, e o Hypocnemis rondoni, passarinho bom de gogó batizado em homenagem ao Marechal Cândido Mariano da Silva Rondon; Inia araguaiaensis, um novo tipo de boto; e o Microcaecilia marvaleewakeae, uma nova espécie de cobra-cega. 

E a importância da floresta não se resume à sua biodiversidade, é claro: ela também leva umidade para toda a América do Sul, influencia no ciclo de chuvas de boa parte do continente e contribui para estabilizar o clima do planeta. Sem os chamados rios voadores choveria bem menos no Centro-Oeste, no Sudeste e no Sul do Brasil, e também na Bolívia, no Paraguai, na Argentina, no Uruguai e em parte do Chile. Faltaria água para ao agronegócio. Os grandes produtores rurais deveriam ser os primeiros a se preocuparem em preservá-la. 

Vamos manter a mobilização. A onda verde não pode quebrar.

Assine a petição

E baixe o relatório da WWF e do Instituto Mamirauá

 

Saiba mais:

ONG apresenta 381 novas espécies de plantas e animais na Amazônia

Mineração também assombra o Jamanxim

Justiça do DF suspende atos que extinguem reserva de mineração na Amazônia

Por que a Amazônia é vital para o mundo?

O que são os ‘rios voadores’ que distribuem a água da Amazônia

STF inicia o mais importante julgamento da história sobre meio ambiente, na quarta (13/9)

Licenciamento “de consenso” vai a voto nesta quarta-feira

Artistas, ambientalistas e indígenas fazem ato no Congresso em defesa da Amazônia

Ruralistas fazem nova manobra para aprovar desmonte do licenciamento

 

 

 



Publicações

Colhendo consciência ecológica

A garotada de Carazinho botou a mão na massa para plantar a própria merenda. E o...

Rio de Janeiro por água abaixo

A imagem acima pode deixar de ser meramente ilustrativa. Uma nova ferramenta desenvolvida pela Nasa tenta...

Biodiversidade grau 10

Tem bicho saindo pelo ladrão no Brasil. Segundo o Projeto Earth Biogenome, o país abriga 10%...

Mocambo em festa

Este Dia de Consciência Negra vai entrar para a história de 185 famílias no município de...

Cabo verde mesmo

Há um país de língua portuguesa, ensolarado e onde venta à beça, que vai usar isso...

Quilombo é História

Zumbi dos Palmares, o senhor das demandas, também era conhecido como sweka, “homem invisível”, em idioma...

Patrimônio Mundial em risco

Vamos ficar olhando Machu Pichu sumir do mapa? Dos 241 sítios naturais considerados Patrimônio Mundial pela...

As duas caras do Brasil na COP23

Nesta quarta-feira (14/11), foi apresentado na 23ª Conferência do Clima da ONU, em Bonn, na Alemanha,...

Hora de reajustar o termostato

Vamos começar amenizando o clima: o levantamento anual da ONG internacional Global Carbon Project, divulgado na...

Sombras sobre o planeta

Sombras ameaçadoras pairam sobre o planeta. Há 25 anos, cientistas do mundo todo lançaram um alerta...