nosso
Olhar


O amargo retorno do Japão à caça à baleia

Japão de volta à caça à beleia, jJapan returns to whale hunting

Tão reconhecido por bons projetos de sustentabilidade, o Japão tomou uma decisão que nos remete à Idade Média. O país asiático não só se desligou da Comissão Internacional da Baleia (CIB), como anunciou a retomada da caça a esses animais marinhos em suas águas para fins comerciais a partir de julho de 2019, desprezando o fato de que algumas espécies estão em extinção.

Os baleeiros nipônicos, assim, ficarão à vontade para cometer atrocidades contra um dos mamíferos mais amados do mundo. O Japão agora se associa à Islândia e Noruega, únicas nações que mantêm essa prática. Organizações e movimentos internacionais defensores dos direitos dos animais, uni-vos!

Via DW

Fotos: Portos 

Saiba mais



Publicações

Indígenas lutam na Justiça pela Funai

Nós temos uma Constituição e, diferentemente de muita gente por aí, os povos indígenas sabem usá-la....

A bicharada invade o Rio

A bicharada está invadindo o Rio de Janeiro. Ou seria o contrário? Outro dia, uma arara-vermelha,...

Xingu no #DesafioDos10Anos

Entramos no #DesafioDos10Anos! A imagem abaixo se refere à região da Volta Grande do Xingu, no...

O poder das palavras

Em 1938, um então desconhecido ator e diretor de cinema fez uma dramatização na rádio que...

O sapo Romeu encontra sua Julieta

Romeu finalmente encontrou sua Julieta. Mas ela não é fácil. Há 10 anos o anfíbio mais...

Indígenas temem uma grande invasão

Miriam Leitão esteve, em 2013, com o fotógrafo Sebastião Salgado em território Awá Guajá, no Maranhão,...

O ABC do Cerrado dá lição de sustentabilidade

O abecedário da preservação e da produtividade. Gerenciado pelo Banco Mundial, o ABC do Cerrado tem...

O limpa-folha-do-nordeste silenciou

O Brasil chega a 2019 mais silencioso. Perdemos o cantar de dois conterrâneos no ano passado:...

Terras indígenas: onde a natureza resiste

Na primeira metade do século XVI, o conquistador espanhol Francisco de Orellana equiparou a valentia das...

Funai perde atribuições fundamentais

A notícia parece preocupante e é mesmo. O novo governo baixou uma Medida Provisória que destitui...