nosso
Olhar


Os filhos naturais do Brasil

ATL 2017

A relação do Estado Brasileiro com os povos indígenas é de mau padrasto, embora eles sejam os seus filhos naturais. De um ano para cá, porém, esta relação vem se degenerando assustadoramente. Os seus direitos originários, mesmo que assegurados pela Constituição, têm-lhes sido tirados como se concedidos por favor. Os ataques partem tanto do Legislativo, onde a bancada ruralista ocupa desproporcionais 40% das cadeiras, quanto do Executivo, que planeja revisar processos de demarcação feitos pela hoje bastante debilitada Funai. O Judiciário, por sua vez, contribui com sua cota de castigos julgando com morosidade casos de reintegração de posse. Por isso, é preciso responder à altura.

E é por isso que o Acampamento Terra Livre (ATL) deste ano será o maior de sua história. Mais de três mil vozes da floresta serão ouvidas no encontro, que acontece esta semana, até sexta-feira, em Brasília. Todas gritando em uníssono: “Demarcação, já!”. Você pode se juntar a elas, mesmo à distância, se manifestando nas redes sociais, aderindo à campanha Mexeu com o índio, mexeu com o clima, pintando o seu rosto, usando as hashtags #MexeuComÍndioMexeuComClima, #CadaGotaConta, #TamuAtéAki, #DemarcaçãoJá #ATL2017 e #MenosPreconceitoMaisÍndio e assinando e compartilhando a petição Presidente Temer e ministro Serraglio: respeitem os direitos indígenas!

Vamos acreditar, dá para virar este jogo! No início deste mês, os povos do Xingu conquistaram duas grandes vitórias na Justiça: as licenças de operação e de instalação da hidrelétrica de Belo Monte e da mineradora canadense Belo Sun foram suspensas pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF 1), a pedido do Ministério Público Federal no Pará. A ATL 2017 tem outra novidade: pela primeira vez o evento contará com a participação de outros povos indígenas das Américas do Sul e Central, e da Indonésia. Afinal, os problemas enfrentados pelos parentes de lá são bem parecidos com os de cá. A cobiça é um mal que desconhece fronteiras.

Leia a convocatória do ATL: https://mobilizacaonacionalindigena.wordpress.com/2017/03/20/convocatoria-acampamento-terra-livre-2017/



Publicações

Não há como esquecer Mariana

Não há como esquecer Mariana. A última notícia que chega da região é revoltante: a Vale/Samarco...

Que sejamos muitos, por muitos anos

Hoje, 22 de maio, é o Dia Internacional da Biodiversidade. Instituído pela ONU em 1992, busca...

A corrupção é insustentável

A corrupção é insustentável. A gente vem batendo nessa tecla desde 2011, quando começamos a denunciar...

Fumaça mortal

Óleo diesel mata. E não é pouco. Só em 2015 foram mais de 38 mil mortes...

Vida nova para a arara-azul

A arara-azul, que sofria com o tráfico e já esteve na lista de animais em extinção,...

Arrastão no meio ambiente

A tática é de pesca de arrasto: governo e Congresso jogam uma rede grande o suficiente...

A Caatinga está secando

A Caatinga, bioma único do Brasil e um dos menos estudados, perdeu uma área maior que...

É a economia, homem-branco

“E o Brasil, quanto tempo ainda resistirá? O rolo compressor de PECs, PLs, MPs e Portarias...

Planeta na UTI

A ONU está promovendo esta semana uma conferência para implementar o Acordo de Paris sobre o...

Resistir é preciso!

Não dá para ficar de braços cruzados diante de tanta injustiça. Por isso, diversas organizações e entidades...