nosso
Olhar


O Cerrado também cura

Cerrado - savannah

O efeito colateral imediato da destruição do Cerrado é a extinção de milhares de plantas medicinais com potencial de cura de várias doenças.

De acordo com o estudo publicado na revista Nature Ecology and Evolution, até 2050 o Cerrado, que é o segundo maior bioma da América do Sul e onde estão 8 das 12 nascentes das bacias hidrográficas do Brasil, terá a maior extinção de plantas do mundo desde o ano de 1500.

Uma das formas de conter essa destruição provocada pelo avanço da agricultura na região, é a criação de unidades de conservação, que hoje só ocupam 8% do Cerrado, resguardando a vegetação e mais de 10 mil anos de cultura de nativos, negros e europeus.

Via: Ciclo Vivo

Saiba mais em: http://ciclovivo.com.br/noticia/desmatamento-no-cerrado-faz-desaparecer-plantas-usadas-ha-seculos-pela-medicina-popular/

Foto: Troteando campo a fora



Publicações

Declaração de Oslo dos participantes da Iniciativa Ecumênica para as Florestas Tropicais

As florestas tropicais da Terra são uma dádiva insubstituível. As florestas sustentam a biodiversidade ilimitada, um...

Calor de matar

Calor de matar não é só força de expressão. Segundo um estudo do periódico Nature Climate...

Só vetar não basta

As Medidas Provisória 756 e 758 reduziriam o nível de proteção de quase 600 mil hectares...

Brasil real salva a pátria na Noruega

Enquanto o Brasil oficial fica mal na foto na Noruega, o Brasil real salva a pátria....

Refugiados do clima e do descaso

Segundo o Alto Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur), o número de refugiados e deslocados no mundo...

Veto não garante proteção de floresta

As Medidas Provisórias 756 e 758 reduzem o nível de proteção de quase 600 mil hectares...

Reduzir o desmatamento rende bilhões

Que tal lucrarmos 70 bilhões de dólares até 2030? Para isso precisamos reduzir o desmatamento e,...

Eco 92: 25 anos sem eco

Há 25 anos, em 14 de junho de 1992, chegava ao fim a Conferência das Nações...

Guerra de informação

O telefone sem fio não para de tocar e as centrais de boatos funcionam 24 horas...

Mudanças climáticas derretem o Ártico

Na semana que passou comemoramos O Dia Internacional do Meio Ambiente e também o Dia Mundial...